Contrafação: venda de artigos falsificados em direto no Facebook está na “mira” da ASAE

Os comerciantes recorrem a websites ou a páginas em redes sociais para anunciar os seus produtos, desativando-as e voltando a ativá-las à medida que são “apanhadas”. Ao longo de 2019, a ASAE abriu 80 inquéritos-crime contra a prática.
Source: Sapo TeK