Cozinhar, conviver e comunicar: 6 apps para quem leva estes Cs muito a sério

Mais uma semana que chega ao fim e uma nova que se inicia. Em dia de transição, veja as propostas que passaram pelo TeK nos últimos dias.

Comunicar, cozinhar e conviver foram três Cs que estiveram em destaque nas propostas que lhe trouxemos esta semana e que podem ser boas sugestões para atualizar o cardápio de apps que mantém à mão no seu smartphone.

Demos-lhe ferramentas para se transformar num verdadeiro chefe de cozinha, com a Simple Feast, que uma aplicação que ajuda a colocar ao alcance de qualquer um a confeção de receitas inventadas chefs profissionais.

Mostrámos-lhe a nova versão da app portuguesa Storyo e demos voz à campanha original da Cabify. Tudo sem deixar de dar nota das novidades no universo das apps mais populares das lojas móveis, como Instagram, que foi atualizado na versão para smartphone.
E também fizemos eco de inovações que prometem, como a Aipoly, uma app premiada na CES que tira partido da inteligência artificial para ajudar quem não vê a interpretar os objetos com que se vai cruzando.

 

Storyo agora cria memórias coletivas e ajuda a relembrar histórias antigas

Há uma nova versão da Storyo, a aplicação portuguesa que permite criar histórias de forma automática.

Na versão 2.0 há um conjunto de novidades, como a possibilidade de juntar novos elementos às histórias criadas pelo utilizador, como sejam publicações no Facebook ou informação sobre meteorologia, relacionadas com a visita a um determinado local que mais tarde dá azo a uma história contada através da aplicação.

A disponibilização de um tema premium que inclui 100 mil clipes de vídeo profissionais é outra novidade e resulta de uma parceria com o banco de imagens e vídeos Shutterstock. Selecionando o tema, o utilizador tem acesso a sugestões de vídeos que pode incluir nas suas histórias, tendo em conta os locais onde tirou as suas fotografias ou a data que está a querer assinalar.

A aplicação ganha ainda uma secção dedicada à redescoberta de histórias antigas, batizada de Timeline, e a possibilidade de criar video-memórias de grupo, uma novidade a que startup apresenta como inovadora face a outras apps do género.

A Storyo permite criar histórias combinando fotos, mapas, publicações no Facebook e outros registos e transformá-los em vídeo-memórias de 15, 30 ou 60 segundos. Está em destaque na loja de aplicações da Apple para dispositivos móveis em 130 países, onde a nova versão já pode ser experimentada.

 

Siga para a página seguinte e veja a próxima app

Simple Feast: torne-se num verdadeiro chef com a ajuda desta app

A app Simple Feast ensina-o a cozinhar pratos desenhados por chefs profissionais. A aplicação tem uma subscrição mensal, mas algumas receitas são gratuitas.

Sempre quis recriar um prato de um chef famoso? O Simple Feast ajuda-o a concretizar esse objetivo. Esta aplicação gratuita, disponível para Android e iOS, ensina-o a cozinhar centenas de pratos de dezenas de chefs de todo o mundo.

Através da app, o utilizador pode descobrir receitas simples de alta qualidade de alguns dos melhores especialistas.

Também é possível criar o seu próprio livro de receitas, adicionando as que mais gostas à sua lista. Se quando estiver à procura de uma receita perceber que não tem todos os ingredientes, pode adicionar os mesmos à lista de compras.

Cada receita apresenta os ingredientes necessários à conceção da mesma, o método e o tempo necessário para confecionar cada um. O utilizador pode escolher para quantas pessoas quer fazer o prato e a aplicação faz a conversão das porções necessárias.

O Simple Feast tem uma subscrição mensal de 8,99 euros, ou uma subscrição anual de 69,99 euros. A subscrição vitalícia pode ser desbloqueada por 199,99 euros.

Apesar das subscrições, esta app pode ser utilizada de forma gratuita. Os utilizadores sem subscrição apenas têm acesso a algumas receitas que são alteradas com regularidade.

 

Siga para a página seguinte e veja a próxima app

Cabify declara o seu “amor” por todos os passageiros. Sem exceções

Reagindo a uma campanha recente da Uber, a Cabify decidiu declarar o seu amor por todos os tipos de passageiros. Para quem vale esta declaração?

“Os baixos, os altos. Os homens e as mulheres. Os jovens e os velhos. Os geeks e os hipsters. Os atléticos e os sedentários. Aqueles que viajam muito, aqueles que viajam pouco. Quem quer que seja, desde que viaje connosco, poderá confiar que todos os nossos passageiros – sem exceções – merecem o melhor.”

A declaração está bem explícita no blog da empresa de serviço de chofers particulares que reage assim a uma campanha recente da concorrência, que pretende dar primazia aos VIP que usam a sua plataforma.

Para já a Cabify está em Lisboa e no Porto e a aplicação está disponível gratuitamente no iOS e no Android.

Siga para a página seguinte e veja a próxima app

Aipoly: uma aplicação que quer ser os olhos de quem não vê

A Aipoly Vision tira partido da inteligência artificial para identificar objetos e na “memória” tem centenas de opções, conseguindo identificar até três imagens por segundo.

Na versão gratuita da app é possível identificar mil objetos, na versão para subscrição o número de opções aumenta. Há por exemplo cerca de duas mil plantas e animais catalogados, um milhar de pratos ou ingredientes. A Aipoly também pode dar informação sobre dinheiro, mas de momento só funciona com dólares.

Também reconhece cores, por isso pode ser útil, não apenas para quem não vê, como também para quem tem dificuldades em distinguir cores e funciona mesmo sem uma ligação à internet ativa.

No futuro, os criadores da aplicação querem torná-la capaz de identificar cenários complexos, percebendo a relação entre os vários objetos que podem ser enquadrados numa mesma imagem. Um exemplo, identificar “um cão ao lado de um poste”.

Mas a evolução da app não está só a cargo dos programadores que a criaram. Qualquer pessoa pode contribuir para alargar a base de objetos “catalogados” fixando um na imagem e escrevendo uma descrição.

Para já a Aipoly está disponível apenas para iOS, mas a versão para Android já está a caminho. Outra limitação da versão atual é a língua. Ainda não há uma versão em português.

Siga para a página seguinte e veja a próxima app

O Instagram mudou. Agora pode publicar dez fotos de uma só vez

O “swipeable carousel” é a nova funcionalidade do Instagram. Com ela, os utilizadores passam a poder criar álbuns de até 10 fotos e publicá-las a todas de uma vez num único post.

Já alguma vez quis publicar mais do que uma fotografia de uma determinada ocasião e teve de fazer várias publicações no Instagram? É que já não terá de o fazer.

A rede social lançou recentemente uma nova funcionalidade que, até agora, só estava disponível para os anunciantes. Tal como explica o Instagram no seu blog, os utilizadores passam a poder publicar até dez fotografias ou vídeos num único álbum. Quem vê pode fazer swipe para a esquerda e para a direita para ver os diferentes conteúdos.

Esta funcionalidade foi lançada originalmente em 2015, mas apenas alguns dos utilizadores comerciais tinham acesso. Na altura só era permitido colocar várias fotografias, mas no último ano a rede social alargou a funcionalidade também aos vídeos. Com esta atualização, os anunciantes também vão poder publicar dez fotografias ou vídeos em vez das cinco que podiam publicar até agora.

Para utilizar esta funcionalidade, que já está disponível para iOS e Android, terá de atualizar a aplicação. Depois, basta carregar no botão para publicar fotografias e selecionar os diferentes ficheiros que quer mostrar à comunidade do Instagram.

A aplicação é gratuita e está disponível para Android e iOS.

Siga para a página seguinte e veja a próxima app

Procura uma app de mensagens mais “privada”? A solução pode passar pela Signal

As dúvidas sobre quem pode ter acesso às mensagens das apps multiplicam-se e há quem procure soluções mais seguras. A Signal promete que mantém tudo no maior segredo.

A aplicação não é nova mas alguns dados partilhados indicam que a app teve um crescimento de downloads acima dos 400% após a eleição de Trump, e as procupações com a segurança estão certamente ligadas a este aumento de procura.

A Signal é na base uma app de messaging e de chamadas de voz e, à semelhança do Snapchat, não guarda mensagens ou metadados das mesmas (como a data, hora ou telefones associados à comunicação). E isso torna tudo mais seguro, assim como o protocolo de cifra utilizado.

Para o provar os criadores da app também disponibilizaram o código de forma aberta, para quem quiser espreitar.

A app está disponível para iOS e Android e é gratuita.

Source: Sapo TeK