“Não me lembro sequer da palavra startup na altura. Mas era uma startup que estava a nascer”

José Dionísio acreditava que, inovando e trabalhando muito, o projeto que tinha fundado com o amigo de algum tempo Jorge Batista podia ter sucesso, mas diz nunca ter imaginado que, 25 anos depois, a Primavera chegaria onde está. E com planos para o futuro.
Source: Sapo TeK