Serviços que tornam a oferta de TV mais forte

hp-sundance-tv-on-demand-mosaico-l.jpg

Ligar a TV e ter à sua disposição dezenas de canais é algo que, nos últimos anos se tornou um hábito quase inato. Para os clientes do serviço de televisão, pouco mais há a pensar do que ligar a TV, fazer zapping (que tem de ser rápido) e poder escolher o canal e programa que apetece naquele momento.

 

Mas, para que este serviço chegue com a melhor qualidade possível, existe por detrás toda uma infraestrutura de vanguarda, fibra de última geração e tecnologia que permite aceder à programação dos últimos sete dias, a gravações selecionadas e até fazer pausa em determinado programa. Tudo isto, ligado num ecossistema de parcerias e numa oferta de TV de qualidade, relevante e irreverente.

 

Depois, ainda há o mundo dos canais premium. Canais on demand que podem ser subscritos diretamente na box e ficar acessíveis de imediato. Mas a exigência dos clientes atuais aumenta ao mesmo ritmo que a tecnologia evolui. Por isso, a oferta tem de acompanhar as tendências para manter o nível de confiança e responder às expectativas dos clientes.

 

É neste âmbito que o MEO acaba de lançar o Sundance TV On Demand, um serviço premium de filmes e séries com a chancela da AMC Networks Internacional Southern Europe.

 

Com vista a corresponder a uma segmentação ainda mais detalhada e procurando incorporar as melhores tendências internacionais, o MEO inclui na sua oferta premium o Sundance TV On Demand, que se distingue pelo cinema de autor internacional, filmes independentes, curtas-metragens, documentários e séries originais e, simultaneamente, os últimos acontecimentos dos principais festivais de cinema que percorrem o mundo.

 

“Com o SundanceTV On Demand, a AMCNISE reforça a sua oferta em Portugal ao distribuir pela primeira vez um dos seus canais lineares através de um novo formato On Demand”, refere Manuel Balsera, diretor-geral da AMC Networks International para a região do Sul da Europa.

Manuel Balsera

Desta forma, acrescenta, “a AMCNISE aproxima-se das necessidades do espetador e das novas formas de consumo de conteúdos televisivos, especialmente no que se refere a séries e cinema, que são os principais conteúdos do serviço. Este novo acordo com o MEO vem reforçar a aposta constante pelo conteúdo não linear que a companhia vem desenvolvendo nos últimos anos a nível internacional.”

 

Disponível para clientes MEO ADSL e MEO Fibra (com MEOBox), o Sundance TV On Demand está acessível na posição 84 da grelha do MEO, por 2,99€ mensais.

 

O Sundance TV On Demand enriquece a oferta de cinema do MEO, que se caracteriza por conteúdos e formatos para todos os gostos. Nesta área, o MEO disponibiliza milhares de filmes de todos os géneros, formatos e temáticas, apresentando um portefólio diversificado e abrangente, para todos os perfis e faixas etárias, fundamentalmente através dos serviços MEO VideoClube, Disney on Demand, MEO Séries (com o Cinema em Casa e o Cartoon Network Premium) e, ainda, através da oferta de canais de cinema lineares e premium.

 

Com este lançamento, o MEO reforça a diversidade da sua oferta de TV e, pela sua liderança, visão estratégica e inovação, afirma-se pela capacidade de integrar conteúdos exclusivos para alcançar um público sempre mais global.

 

O que há no Sundance TV On Demand

O Sundance TV On Demand oferece os melhores filmes de alta qualidade e conteúdos aclamados pela crítica, com o selo de qualidade e personalidade de uma marca global: os melhores conteúdos vindos dos principais festivais do mundo; séries, como a francesa La Fôret (O bosque), Rectify ou uma série Sundance Original produzida nos EUA; filmes tão destacados, como As you Are, Prémio Especial do Júri para melhor drama no Festival Sundance de 2016 ou, ainda, filmes de aclamados diretores, como AzulOscuroCasiNegro do premiado Amenábar.

 

Contempla ainda uma montra dos mais prestigiados festivais internacionais de cinema, como Sundance Film Festival, Tribeca, Veneza, Cannes, TIFF, SXSW e os melhores conteúdos de sucesso local produzidos em todo o mundo pelos melhores criadores, caso de Jarmusch, Casavettes, Oppenheimer ou Amenábar.

 

Source: Blog Meo