Um ano inteiro da Terra cabe num vídeo de 2.46 minutos

À distância de 1,6 milhões de quilómetros os instrumentos da NASA captaram imagens de um ano inteiro da Terra, que foram agora condensadas num vídeo de 2.46 minutos.

A uma distância aproximada de 1 milhão de milhas, “equilibrado” entre a atração gravitacional do planeta e a do Sol, o satélite Deep Space Climate Observatory (DSCOVR) tem a câmara EPIC (Earth Polychromatic Imaging Camera) apontada em permanência para a face da Terra exposta à luz solar, captando uma fotografia a cada duas horas.

A primeira imagem captada pela EPIC foi divulgada a 6 de julho de 2015, mas no site a NASA continuou a publicar diariamente as fotografias, em alta resolução.

Depois de ter terminado um ano inteiro de imagens, a NASA decidiu condensá-las num vídeo que revela a forma como o planeta azul apareceria aos olhos humanos, com as mudanças constantes causadas pelas núvens e os sistemas climatéricos, e a visibilidade evidente das cores dos diferentes oceanos, desertos e florestas.

São mais de 3 mil imagens “coladas” neste vídeo, numa visão completa de um ano na vida do planeta.

A missão principal do satélite, que resulta de uma parceria com a National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) e a Força Aérea norte americana é manter um controle das instalações de energia solar e eólica, que são criticas para os alertas climatéricos e previsões da NOAA, mas estas imagens são um benefício “colateral” que vale a pena acompanhar.

Source: Sapo TeK